Departamento de Florestas Plantadas

Agricultura e Abastecimento

30/01/2018

Estado repassa máquinas para recuperação de estradas rurais

O governador Beto Richa e o secretário da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, assinaram nesta segunda-feira (29), no Palácio Iguaçu, um convênio para o repasse de máquinas da patrulha rural para municípios da região Central do Paraná. O maquinário será utilizado pelo Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento Sustentável Rural e Urbano, integrado por Boa Ventura de São Roque, Campina do Simão, Cantagalo, Goioxim, Marquinho e Santa Maria do Oeste.

“É mais um exemplo da forte parceria que o nosso governo tem com todos os municípios paranaenses. Sabemos das dificuldades das prefeituras para fazer a manutenção destas estradas, que são municipais e essenciais para a população que mora no campo”, disse o governador.

Ele lembrou que as máquinas e equipamentos que formam as patrulhas são utilizados em adequação, readequação, manutenção e melhorias de estradas rurais, por onde escoa a produção agrícola e também passa o transporte escolar. “A readequação de estradas é muito importante, ainda mais neste momento de fortes chuvas, em que a deterioração é bem maior”, afirmou Richa.

O Governo do Estado está investindo cerca de R$ 43 milhões na compra de 16 patrulhas. Deste total, nove já foram adquiridas, dentro do programa Pró-Rural, executado pelo Governo do Paraná com financiamento do Banco Mundial. Outras sete estão em processo de licitação para serem compradas com recursos próprios do Estado.

O convênio com o Consórcio para o Desenvolvimento Sustentável Rural e Urbano faz parte do primeiro lote, do programa Pró-Rural. O repasse das máquinas é feito por meio de termo de cessão de uso, válido por um período de dois anos.

O governador ressaltou que, em sua primeira gestão, 3,2 mil quilômetros de estradas rurais foram readequados por meio do programa Patrulha do Campo. “Com o sucesso, retomamos o programa e de uma maneira ainda melhor, com a aquisição das máquinas que disponibilizamos aos consórcios”, explicou.

APOIO – O secretário Norberto Ortigara explicou que, além de ceder os maquinários ao consórcio, o Governo do Estado também vai contribuir com a compra de combustível e manutenção dos equipamentos. “Os nove consórcios que fazem parte do Pró-Rural temos a possibilidade de disponibilizar recursos a fundo perdido para contribuir com parte das despesas dos maquinários”, disse.

De acordo com o secretário, o Paraná tem mais de 200 mil quilômetros de estradas rurais, que são de responsabilidade das prefeituras. “Nossa contribuição é no suprimento de equipamentos modernos que são entregues aos municípios organizados em consórcio”, afirmou.

BOA HORA - O prefeito de Cantagalo, Jair Rocha da Silva, que preside o consórcio, explicou que cada um dos seis municípios vai executar aproximadamente 20 quilômetros de readequação. “É uma forma mais justa de divisão. Se tivéssemos programado um tempo específico para cada município, se acabasse chovendo não seria possível fazer muito serviço”, disse. “A patrulha vem em boa hora, porque estamos com muita necessidade de readequar nossas estradas, que foram muito prejudicadas com os danos causados pelas chuvas.

MÁQUINAS E CAPACITAÇÃO – A Patrulha Rural é composta por dez máquinas: um caminhão comboio, quatro caminhões caçamba, escavadeira hidráulica, motoniveladora, rolo compactador, retroescavadeira e um trator de esteira.

O convênio prevê que os municípios cumpram várias etapas antes das obras de adequação e readequação de estradas rurais, como a capacitação de técnicos para elaboração dos projetos, gestão da malha rodoviária municipal, capacitação de operadores de máquinas e motoristas de caminhões, elaboração de planos de gestão e mapeamento. Após cumprir essas etapas, os municípios podem iniciar a execução dos serviços nas estradas rurais.

PRESENÇAS - Participaram da solenidade o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni; os secretários de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Artagão Júnior, e do Planejamento e Coordenação Geral, Juraci Barbosa Sobrinho; os presidentes da Codapar, Tino Staniszewski; da Emater, Rubens Niederheitmann; e do CPRA, João Carlos Zandoná; e os deputados estaduais Bernardo Ribas Carli e Rubens Recalcatti.

BOX
Programa Pró-Rural atende áreas mais pobres do Estado
O Pró-Rural (Programa de Desenvolvimento Econômico e Territorial – Renda e Cidadania no Campo) é uma ação do Governo do Paraná executada nas áreas mais pobres do Estado, que apresentam dificuldades e desafios socioeconômicos semelhantes. É uma das ações do Projeto Multissetorial para o Desenvolvimento do Paraná, cofinanciado pelo Banco Mundial e que conta com projetos em diferentes secretarias de Estado.

O objetivo do Pró-Rural é aumentar a competitividade, de forma sustentável, dos agricultores familiares que vivem nos oito territórios que envolvem a região Central do Paraná e o Vale do Ribeira, para diminuir as desigualdades regionais.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.