Departamento de Florestas Plantadas

Agricultura e Abastecimento

22/01/2019

Produtores querem se fortalecer no mercado da Grande Curitiba

Pequenos produtores estão se unindo em torno do projeto Pró-Metrópole – Programa de Desenvolvimento Produtivo Integrado da Região Metropolitana de Curitiba, que visa organizar as cadeias de produtos agropecuários para possibilitar o acesso ao mercado de forma mais organizada.

Os resultados e ações desse projeto foram apresentados nesta segunda-feira (21) ao secretário da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara. O objetivo é que o Estado potencialize esse empreendimento. O projeto conta com a participação da Federação da Indústria do Paraná (Fiep), Secretaria da Agricultura de Curitiba e várias entidades como o Sebrae, Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec), sistema Seagri – Secretaria da Agricultura e Abastecimento e suas empresas vinculadas.

Criado em 2017, o Pró-Metrópole tem como âncora o grande mercado consumidor da capital e região. O projeto quer focar ações na organização das cadeias produtivas para abastecer esse mercado. Segundo o secretário da Agricultura de Curitiba, Luis Gusi, o que se percebe é que há muita ação de apoio na produção e pouca ação no mercado. É isso que os produtores querem trabalhar intensamente.

COOPERATIVAS - A proposta foi bem recebida pelo secretário Norberto Ortigara, principalmente porque ela prioriza o trabalho com as pequenas cooperativas de agricultores familiares, que é uma das metas da administração do governo Carlos Massa Ratinho Júnior.

“Esse projeto me chamou a atenção pela necessidade de fortalecer as pequenas cooperativas de agricultores familiares e nossa intenção é fazer isso com as mais de 200 cooperativas existentes no Estado”, disse ele.

Segundo Ortigara, as pequenas cooperativas precisam do apoio do governo agora, para depois andarem sozinhas como já fazem as grandes cooperativas. “Todas as grandes cooperativas do Paraná começaram pequenas, com o apoio do Estado, na época. E hoje igualam-se à grandes empresas multinacionais, comparou.

Ele lembrou que as cooperativas precisam de apoio que vão desde as necessidades básicas nas lavouras até a pequena agroindústria, para processar a produção. Ortigara citou como um dos desafios a capacitação dos gestores, que devem receber treinamento intensivo de gestão. “Uma boa gestão conquista a confiança do agricultor e aí o empreendimento só cresce”, destacou.

Outra questão debatida nesse encontro, foi a proposta de a Agência de Defesa Agropecuária (Adapar), trabalhar com regras claras para ampliar as possibilidades de atuação de uma pequena agroindústria no mercado.

PROJETO - O Pró-Metrópole já apresentou como resultado concreto a criação do polo da Ponkan, fruta cítrica produzida no município de Cerro Azul. A organização foi responsável por colocar a fruta na lista de compras da merenda escolar da prefeitura de Curitiba e em outros canais de comercialização que estão elevando a demanda pela fruta no mercado.

O prefeito de Cerro Azul, Patrik Magari, disse que os produtores de seu município estão motivados com o apoio do Pró-Metrópole. Segundo ele, o projeto ajudou a reduzir a intermediação na venda da fruta, fazendo com que a renda da comercialização da Ponkan fosse mais apropriada pelos produtores, que antes não tinham essa opção.

“A ação melhorou a renda dos produtores de Ponkan em Cerro Azul e hoje eles investindo no potencial da fruta. Com isso, nosso município vai aumentar a área de plantio”, disse. De acordo com o prefeito, 76% da renda de Cerro Azul depende da agricultura. O município tem o segundo pior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Estado. “Nosso desafio é mudar essa realidade e esse projeto vai nos ajudar”, afirmou.

De acordo com o coordenador do Pró-Metrópole, Helio Bampi, além da Ponkan, o projeto visa trabalhar com o morango, aipim e outros produtos, para que as cooperativas de produtores possam se organizar e vender para os programas institucionais do governo e também para o mercado varejista, que se fortalece cada vez mais.
PRESENÇAS – Participaram do encontro os prefeitos de Colombo, Bete Pavin, e de Fazenda Rio Grande, Márcio Wozniack.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.