Departamento de Florestas Plantadas

Agricultura e Abastecimento

03/04/2019

“Queremos fazer nossa agricultura cada vez mais competitiva”, diz secretário

Em reunião com chefes de núcleos regionais, chefes de departamentos e chefes de grupos setoriais da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento nesta terça-feira (2), o secretário Norberto Ortigara reforçou os compromissos do novo governo com a Agricultura e apresentou índices da capacidade produtiva do estado


“Mostramos os desafios que temos nesta gestão, seja na sanidade, sustentabilidade agrícola, custo logístico, a questão da energia de qualidade no meio rural paranaense, a necessidade de capacitação continuada dos nossos agricultores, o preparo para absorção das tecnologias, e a qualidade de vida no meio rural. As grandes linhas de pensamento com relação aos desafios para tornar competente e competitiva a nossa agricultura”, afirma. Também estão entre as principais diretrizes de estado para o setor aumentar a renda no campo, a cidadania no meio rural, o acesso à regularização fundiária, e ações pela segurança alimentar e nutricional.


O encontro, realizado entre a terça e a quarta-feira, é uma oportunidade de apresentar as diretrizes estratégicas e de governo; a estrutura organizacional, abrangência e compromissos da Seab, funções de cada departamento em interface com os núcleos regionais, responsabilidades dos núcleos e estabelecer bases para o plano de ação.


“O objetivo de reunir esses agentes é tratar de assuntos importantes que dizem respeito às pessoas, recursos materiais e administrativos e recursos financeiros que envolvem a chefia de núcleo”, explica o diretor-geral da Seab Rubens Niederheitmann.


São 23 núcleos regionais presentes em todas as regiões do estado, responsáveis por representar o secretário da Agricultura e Abastecimento, coordenando todo o trabalho da Seab e vinculadas, e responder por atividades relacionadas à administração direta e indireta. “Esse encontro é o ponta pé inicial no sentido de ir a campo mostrar nosso esforço e organização. Embora todos estejam revestidos num papel de representação política, têm uma missão muito mais nobre, que é fazer de fato a diferença para os nossos agricultores, ser o ombro técnico amigo para o fortalecimento e engrandecimento da nossa principal fonte de riqueza paranaense que é o setor rural”, completa Ortigara.



Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.