Segunda campanha de campo – pesquisa de solos e vegetação fluvial região de Cascavel
28/06/2022 - 15:31

Gustavo R. Curcio¹; Annete Bonnet2; Andrea S. Kodama3; Deniz P. F. Junior4; Larissa Hadassa5; Dalila P. de Oliveira6

 

 

As equipes do PronaSolos PR encontram-se em sua segunda campanha de campo deste ano. As atividades de pesquisa em solos e vegetação fluvial serão desenvolvidas nas bacias hidrográficas Paraná I, II, III, Piquiri e Ivaí, e estão ocorrendo desde o dia 20 de junho até 1 de julho de 2022 (Figuras 1 e 2).

Figura 1 - LATOSSOLO VERMELHO Distroférrico típico.
Figura 1 - LATOSSOLO VERMELHO Distroférrico típico.

 

Figura 2 - Floresta fluvial degradada.
Figura 2 - Floresta fluvial degradada.

 

Mais especificamente, os trabalhos estão acontecendo nos municípios de Cascavel, Maripá, Palotina, Assis Chateaubriand, Jesuítas, Rancho Alegre d'Oeste, Quarto Centenário e Goioerê.

A campanha visa fazer o levantamento pedológico em escala 1:25.000, conjugando a descrição e a coleta de amostras em perfis de solos, além de amostragens extras e observações em pedossequências pré-determinadas (Figura 3).

 

Figura 3 - TPK Carta O8 folha NO.

 

 

Além disto, procedimentos de caracterização hidrológica (condutividade hidráulica) estão sendo efetuados nos principais solos (Figuras 4 e 5).

Figura 4 - Determinação de condutividade hidráulica em Latossolo Vermelho.
Figura 4 - Determinação de condutividade hidráulica em Latossolo Vermelho.
 

 

 

Figura 5 - Determinação de condutividade hidráulica.
Figura 5 - Determinação de condutividade hidráulica.

 

Ao mesmo tempo, está sendo feito o levantamento de vegetação fluvial em escala de detalhe, com a caracterização e coleta de materiais botânicos em parcelas fitossociológicas (Figuras 6 e 7). O objetivo é caracterizar a diversidade arbórea e epifítica das florestas que se encontram em planícies e nascentes, além de verificar o potencial de retenção de sedimentos provenientes dos solos de encosta.

Figura 6 - Determinação de perímetro de base das árvores.
Figura 6 - Determinação de perímetro de base das árvores.

 

Figura 7 - Alocação de parcelas fitossociológicas em floresta fluvial.
Figura 7 - Alocação de parcelas fitossociológicas em floresta fluvial.

 

Para que os trabalhos possam acontecer de forma eficaz, as equipes do PronaSolos PR contam com a colaboração dos produtores rurais - proprietários das áreas selecionadas – e desde já agradecem a colaboração.

 

1 – Pesquisador da Embrapa Florestas – gustavo.curcio@embrapa.br

2 – Pesquisadora da Embrapa Florestas – annete.bonnet@embrapa.br

3 – Técnico da FAPED – andrea.kodama@colaborador.embrapa.br

4 – Técnico da FAPED – denizferlin@gmail.com

5 – Técnico da FAPED – larissahadassa88@gmail.com

6 - Técnico da FAPED – daaalila93@gmail.com