Seab e FAO discutem desafios da agricultura familiar no Paraná
06/10/2021 - 15:40

Nesta quarta-feira (06), pesquisadores, técnicos e produtores rurais discutiram desafios da agricultura paranaense na oficina “Cooperativismo da Agricultura Familiar: relevância, potencialidades e gargalos”. Promovido pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e pela Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento, o evento contou com apoio do programa Coopera Paraná, do Governo do Estado.

A oficina deu continuidade ao debate iniciado em um webinar realizado pelas entidades em setembro deste ano, quando foram apresentados os resultados do estudo do “Projeto de Apoio ao Programa de Fortalecimento do Cooperativismo da Agricultura Familiar no Paraná (TCP/BRA/3702 C2)”, que mostrou quais as áreas prioritárias para melhor atender o setor.

Entre os temas da oficina estavam ATER e Pesquisa; Crédito e Fundos de Investimento; Comercialização Privada e Institucional; Gestão e Educação Cooperativista e Políticas Públicas de fortalecimento do Cooperativismo da Agricultura Familiar. “O acesso a esse conhecimento vai permitir ao governo estadual aperfeiçoar as diretrizes das políticas públicas para atender o cooperativismo da agricultura familiar”, diz o secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara.

O objetivo é colaborar com o desenvolvimento de ações específicas que promovam fortalecimento, independência de mercados institucionais e diversificação para pequenas cooperativas. “A aplicação de políticas públicas precisa considerar diferenças regionais e estimular a gestão estratégica e capacitação dos agricultores, iniciativas já trabalhadas pelo Coopera Paraná”, explica o coordenador do programa, Jefferson Meister. 

CENÁRIO -  Aproximadamente 35 mil agricultores paranaenses atuam com a agricultura familiar. O programa Coopera Paraná tem apoiado a realização de eventos, palestras e oficinas para atender esse público, viabilizando assistência técnica, formação e capacitação, acesso ao mercado (institucional e privado) e fomento. A oficina também contou com apoio da União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), Cooperativa Central da Reforma Agrária do Paraná (CCA) e Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná Iapar-Emater (IDR-Paraná).

 

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias